Historial

O Clube Operário Desportivo foi fundado no dia 2 de Janeiro do ano de 1948 por João do Rego Lopes, que na altura era o Capataz da Fábrica do Álcool da Lagoa.

O bom relacionamento existente naquela altura entre o Capataz Mestre João do Rego e o Director da Fábrica, Eng.º Pereira e Cunha, levou a que a Administração autorizasse a criação de uma equipa de futebol sénior no
seio da Fábrica do Álcool, que viria a chamar-se Operário, mas que para muitos era mais conhecida por
equipa do Pica-Ferrugem.

Esta equipa era formada apenas por trabalhadores da Fábrica, que por sinal muitos deles andavam a picar ferrugem naquela altura, daí a equipa ter sido conhecida pelo nome de Pica-Ferrugem.

Com o encerramento dos dois Clube existentes no Concelho de Lagoa, “Os Leões” e “Os Vermelhos”, alguns
dos jogadores daqueles Clubes ingressaram no Operário, uma vez que eram trabalhadores da Fábrica. Atletas como Fernando Reis (guarda-redes) Jacinto Machado, Nazaré, Raul Brum e António Amaral foram daqueles
que integraram a primeira equipa do Operário que teve como seu treinador António Serrão.

No início, o Clube esteve integrado dentro da Fábrica do Álcool, inclusive a sua Sede Social, que posteriormente
foi transferida para uma pequena casa situada na Rua da Fábrica, sendo mais tarde a mesma adquirida pelo Clube, onde está hoje em dia implantada a nova Sede Social.

No ano de 1994, a Direcção que na altura era presidida pelo Eng.º José Eduardo Martins Mota, decidiu dar um passo importante na vida do Clube, apresentando um projecto arrojado para a construção da nova Sede Social, que de pronto mereceu o apoio de todos os sócios, simpatizantes e entidades públicas e privadas.

Este projecto foi iniciado em 1995 e somente ficou concluído no ano de 2005, pois teve de ser efectuado em
duas fases dada a sua dimensão, mas valeu a pena uma vez que o Clube ficou dotado de excelentes
instalações, que em muito vieram engrandecer e valorizar o seu património.

No aspecto desportivo, o Operário ganhou a sua primeira competição oficial na época de 1968/69 com a
conquista do Campeonato Distrital da I Divisão assim como a Taça de São Miguel, sendo na época seguinte campeão açoriano.

De destacar a prestação da equipa sénior na época 1990/91 onde ganhou todas as provas a nível de ilha e também o Campeonato dos Açores, tendo por isto ingressado na época seguinte no Campeonato Nacional
da III Divisão.

Desde a época 1991/92 o Operário tem participado nos Campeonatos Nacionais de III e II Divisões, tendo
obtido a sua melhor classificação de sempre na época de 2005/06 onde ficou em 4.º lugar do Campeonato Nacional da II Divisão – Série D.

No enquadramento humano, devemos realçar o contributo dado ao Clube por treinadores como João
Gualberto (seniores), Prof. Jorge Amaral (formação), ainda antes do 25 de Abril de 1974.

Posteriormente àquela data, e já na participação a nível nacional, o Clube contou com o trabalho de diversos treinadores, tais como Armando Fontes, Vítor Simas, Mariano Raposo, António Barata, Jaime Graça, José Luís, António Jesus, Filipe Moreira, Jorge Portela e Francisco Agatão, entre outros.

Por fim, mencionar os nomes de alguns jogadores de São Miguel que contribuíram para a história e engrandecimento do Clube, como são os casos de Jacinto Machado, Nazaré, Raul de Brum, João Moleiro, Guilherme Fragoso, Eduíno (guarda-redes), Adriano Russo, António Amaral, José Machado, Eleutério, Isaías (guarda-redes), Diogo, Luís Tavares, Adriano Teodoro, João Correia, Viola, Norberto Machado, Eugénio, Capacheira, Laranja, Brinco, Ganeira, Mariano, Tavares, Jorge e Pauleta (melhor marcador da Selecção
Nacional Portuguesa).

banner

Sondagem

Acredita na subida de divisão do Operário nesta época 2013/2014?

Foto da semana
Atleta do mes

 

Resultados do último jogo

Operario

Operario

2 - 0

1 Dezembro

1 Dezembro

Domingo, 29 de Dezembro de 2013